segunda, 09 janeiro 2017 18:01

Queda do volume de retalho: 1,3% em Portugal e 0,4% na zona euro

Comparando os meses de outubro e novembro de 2016 verifica-se uma queda de 1,3% no volume do comércio a retalho em Portugal e de 0,4% na zona euro. Os dados provêm das estimativas do Eurostat, o serviço de estatística da União Europeia, e acrescentam que na UE28 também se verifica uma queda, de 0,1%.

O relatório revela ainda que em outubro houve um aumento de 1,4% na zona euro e 1,3% na UE28 do volume de comércio a retalho. Enquanto que em novembro, comparando com período homologo, o aumento foi de 2,3% na zona euro e de 3,4% na UE28.

Segundo os dados revelados, a diminuição de 0,4% do volume do comércio a retalho na zona euro em novembro de 2016, explica-se pela queda de 0,9% dos produtos não-alimentares e de 0,4% de "Alimentos, bebidas e tabaco". Por sua vez, a diminuição de 0,1% na UE28 deve-se à queda de 0,3% tanto no sector dos produtos não-alimentares como de "Alimentos, bebidas e tabaco". Tanto na zona euro como na UE28 verifica-se uma subida nos combustíveis automóveis, de 1.0% e de 0,5%, respetivamente. 

A Alemanha foi o país que sofreu a maior queda das vendas a retalho, de 1,8%, enquanto Portugal foi a segunda descida mais acentuada entre todos os países da UE28.

Já o aumento de 2,3% do volume de comércio a retalho na zona euro deve-se ao aumento de 2,9% dos produtos não alimentares, de 1,9% no combustível automóvel e de 1,8% para "Alimentos, bebidas e tabaco". Na UE28, o aumento de 3,4% surge do aumento de 4,7% dos produtos não alimentares, de 2,3% do combustível automóvel e 2,1% de "Alimentos, bebidas e tabaco". 

Entre os países da UE28, Luxemburgo teve a maior subida, 12,4%, e a Bélgica a maior queda, 0,2%.

Fonte: Eurostad

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária