Entrevistas

01-06-2017

Este ano, a Alimentaria & Horexpo Lisboa apresenta-se com três novos eixos de atuação, que, diz, em entrevista, a diretora de Feiras da FIL, Fátima Vila Maior, vão ao encontro dos principais desafios que as empresas enfrentam, permitindo atrair novos segmentos de marcas. A partir de segunda-feira há 600 empresas e mais de duas mil marcas em exposição, sendo esperados mais de 25 mil compradores.

25-05-2017

Mais do que conseguir chegar a mais comerciantes e retalhistas, o objetivo da Checkpoint Systems passa pela melhoria dos sistemas de prevenção de perda e RFID. As palavras são do director-geral para Espanha e Portugal, David Pérez.  Outra preocupação da empresa é melhorar a experiência de compra dos clientes através de implementações adequadas às necessidades do retalhista.

11-05-2017

Ser "um polo dinamizador e gerador de cultura local" é o grande objetivo da note!, que, nos últimos anos, tem somado serviços muito distintos, apostando num formato "one stop shop". A aposta valeu-lhe "um crescimento a dois dígitos" no volume de negócios de 2016, segundo a diretora comercial, Rosário Almeida.

26-12-2016

Nos últimos dez anos, a Sonae investiu mais de 600 milhões de euros em inovação, 110 dos quais o ano passado. Este ano, a perspetiva e de crescimento, tanto mais que o grupo tem mais negócios, mais geografias e mais clientes. Mas o que Nuno Lopes Gama, Head of Innovation & Future Tech, destaca não são os valores, mas a abordagem à inovação enquanto criadora de vantagens competitivas duradouras para um grupo que está presente em 80 países.

19-12-2016

Apostar nos negócios comerciais não aviação é cada vez mais importante. A convicção é do diretor de Retalho e Publicidade da ANA – Aeroportos de Portugal, Tiago Pereira, empresa que tem vindo a investir na modernização destes espaços. O objetivo é gerar o “círculo virtuoso”: baixar tarifas, promover mais tráfego e gerar mais receita.

28-11-2016

Portugal Sou Eu: "O nosso foco é o consumo informado"Mais de quatro mil produtos de 1500 empresas. É este o ponto de partida do programa Portugal Sou Eu para a segunda fase, marcada pela entrada de novas entidades nos órgãos de gestão. Entre elas a APED, que Miguel Cruz, presidente do IAPMEI, o organismo responsável pela operacionalização do programa, reputa de essencial para a dinamização e aprofundamento, mas também para a promoção do consumo informado. É que esta é, sublinha, a mensagem chave associada aos níveis de incorporação nacional em produtos e serviços.

Estante

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária

Agregadores

Briefing Advocatus Fibra Store Welcome Vital Health