quinta, 07 agosto 2014 17:17

Frequência da compra desce 3,5%

 Frequência da compra desce 3,5%A frequência de compra do consumidor português diminuiu 3,5 por cento no primeiro semestre do ano, sendo que o ligeiro aumento da cesta de compras, +1,2 por cento, não chegou para a compensar, o que provocou uma descida de 1,5 por cento no volume de bens de grande consumo comprados.


Dados divulgados pela empresa de estudos de mercado Kantar Worldpanel mostram que a referida queda é ainda mais significativa quando comparada com a do primeiro semestre de 2013, quando se registou uma das maiores descidas de sempre: 3,7 por cento.

Esta tendência afeta, entretanto, de igual modo a compra de marcas de fornecedor (MdF) e de marcas de distribuição (MdD), uma vez que se reflete em ambas a mudança do comportamento de compra dos portugueses, destaca o documento.

Por outro lado, prossegue, as compras com promoções representavam já 19 por cento de todas as compras feitas pelos lares no mercado "FMCG (bens de grande consumo) sem frescos" no primeiro semestre deste ano.

De salientar, também, que cerca de 58 por cento dos lares reduziram a frequência de compra neste semestre, em particular os lares com filhos, que são os que mais compras fazem com promoções.

No extremo oposto, o segmento dos reformados foi o que menos reduziu a frequência de compra (-0,7 por cento) e onde as promoções menos pesam nas compras (14,4 por cento versus 19 por cento para o Total Portugal).

Ao analisar os últimos quatro anos, estes dados mostram que os lares portugueses percorrem um caminho de "otimização" do consumo de FMCG, baseado na redução do volume comprado em 11 por cento desde 2010.

Fonte: Kantar Worldpanel

Newsletter

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária