quinta-feira, 07 maio 2015 17:07

Mais promoções, mas menos compras no 1.º trimestre

Mais promoções, mas menos compras no 1.º trimestreO volume de compras dos lares portugueses no mercado de Fast-moving consumer goods (FMCG) desceu 2,1 por cento no primeiro trimestre deste ano face ao período homólogo de 2014, apesar do aumento de 28 por cento no volume promocional, indica um estudo da Kantar Worldpanel.



"Aparentemente a resultante entre o contexto socioeconómico, o shopper português e as estratégias do conjunto de operadores no Grande Consumo não tem conseguido evitar a contínua redução do volume comprado pelas famílias portuguesas no FMCG nos últimos quatro anos", acrescenta.

De salientar, também, a queda significativa na oferta de MDD. Apesar do registo de mais atos de compra este ano, com promoções neste tipo de oferta, houve uma quebra de 4,4 por cento no volume das MDD, ou seja quase o dobro da verificada no mercado Total de FMCG. As promoções só parecem estar a ter um efeito positivo no crescimento do volume comprado de Marcas de Fabricante, que crescem 3,2 por cento nestes primeiros meses do ano, prossegue o texto do documento.

"Se em termos macroeconómicos vemos que os índices de confiança do consumidor estão a melhorar, concluímos que isso não afeta, ainda, o consumo FMCG das famílias portuguesas. Nem afeta o consumo de outros bem ´não duráveis´, como seja o mercado de roupa, que tem uma queda de 3 por cento em idêntico período", refere.

A informação sobre promoções considera apenas as promoções constantes nos folhetos promocionais da distribuição moderna em produtos embalados, excluindo os produtos frescos.

O universo de lares considerado (4.000) neste estudo diz respeito a Portugal Continental.

Fonte: Kantar

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária