sexta, 06 outubro 2017 16:19

Portugal lidera descida das vendas de retalho em agosto

Portugal foi o país da Zona Euro onde as vendas a retalho mais desceram em agosto face ao mês anterior: menos 1,3%, segundo o Eurostat. Uma quebra superior à média da União Europeia – 0,5%.

 

O Eurostat justifica esta diminuição com a queda de 0,9% das vendas de combustíveis, de 0,4% de produtos não alimentares e de 0,3% de alimentos, bebidas e tabaco.

De acordo com o gabinete de estatísticas da União Europeia, Áustria (-1,0%) e Bélgica (-0,9%) foram os países com as seguintes quebras mensais no índice de vendas do comércio de retalho, enquanto a Roménia (2,3%), o Reino Unido (1,9%) e Malta (1,5%) registaram as principais subidas.

Apesar da descida mensal, em termos homólogos, Portugal assistiu a uma subida das vendas em agosto: 2,8% - uma evolução acima da média da UE (2%) e da Zona Euro (1,2%). Este crescimento representa, todavia, uma desaceleração face aos meses anteriores, em que o volume do comércio a retalho cresceu acima de 4%.

Na comparação homóloga, em agosto, o aumento das vendas de produtos não alimentares, de 2,3%, foi o que mais impulsionou o indicador geral na Zona Euro. Roménia, Eslovénia e Malta destacaram-se nas subidas, com aumentos de 15,8%, 7,5% e 6,9%. O Luxemburgo (-25,6%) e a Bélgica (-2,4%) registaram os únicos recuos.

Fonte: Eurostat

Estante

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária