quinta-feira, 05 setembro 2019 12:38

Digital no centro da mudança do retalho em 2020

Comércio unificado, serviços cloud, experiência 360º, sustentabilidade e proteção digital são as cinco tendências que vão mudar o retalho em 2020, de acordo com a Sensormatic Solutions de Johnson Controls Building Technologies & Solutions.

 

Segundo a empresa, a convergência real entre o mundo online e físico será o grande ponto de inflexão do setor do retalho para o próximo ano. Os estudos “Think wiht Google" garantem que, a cada cinco compras on-line, uma envolve processos de pesquisa offline, e vice-versa: uma em cada três compras na loja física é precedida por consultas online. Para alcançar esse equilíbrio, a empresa entende que ter sistemas que mostram a disponibilidade do stock em tempo real, além de dados e visibilidade de movimento entre o retalhista e o utilizador durante todo o processo de compra, pode ser um diferencial. Uma boa análise do tráfego duma loja pode ajudar a evitar filas nas caixas, aumentando a receita de 5% para 10% e simplificando os processos e as devoluções.

A implementação de serviços cloud é apresentada como o principal motor de oportunidades retalhistas a nível mundial, através, por exemplo, da integração de soluções de software numa plataforma centralizada, fornecendo informações em tempo real e análises preditivas para aumentar a excelência operacional e ajudar a criar experiências únicas para os clientes.

No que diz respeito à experiência de utilizador 360º, a empresa cita vários estudos que mostram que 43% dos clientes estão dispostos a pagar mais 10% se uma loja lhes oferecer uma experiência individual e personalizada. Para cumprir essas expectativas, as lojas físicas são apoiadas por propostas de retalho inteligentes que lhes permitem criar lojas inteligentes graças à tecnologia RFID ou IoT.

Quanto à sustentabilidade, o cuidado com o meio ambiente instalou-se “definitivamente” no consumidor, devendo manter-se como uma preocupação no próximo ano.

A empresa aponta ainda a necessidade de reforço da proteção digital, face à mudança tecnológica e a aumento da exposição das lojas a ciberataques.

Fonte: InfoRETAIL

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária