quarta-feira, 18 março 2020 13:50

Coronavírus: APED e insígnias escrevem carta aberta à população

A APED – Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição e algumas insígnias endereçaram uma carta aberta aos portugueses, para passar uma mensagem de tranquilidade e alertar que esta é a altura em que todos se devem juntar no combate à propagação do coronavírus. No documento, reiteram que “não há sinais de rutura no fornecimento de produtos” e apelam à população para a necessidade de ter “comportamentos responsáveis e sensatos”.

A associação e as insígnias começam por “louvar o papel exemplar” que os mais de 95 mil colaboradores do setor alimentar têm tido, “ao garantir, de forma segura, o abastecimento e atendimento nas mais de 3500 lojas espalhadas por todo o País”.

“Estamos todos a trabalhar em conjunto com a produção nacional, com a indústria e com o Governo para garantir, como até aqui, que este fluxo [de abastecimento] aconteça com toda a agilidade necessária. A estrutura da distribuição alimentar em Portugal permite que a disponibilização de alimentos e outros produtos essenciais não seja um problema para a população, qualquer que seja a sua localização”, lê-se.

Ainda assim, alertam que, para “continuar a alimentar Portugal”, precisam da ajuda de todos. “É importante que os portugueses comprem apenas o que necessitam, permitindo que o fluxo de abastecimento ocorra sem sobressaltos. Cada um terá de fazer o seu papel para o bem comum”, reiteram.

Por fim, garantem que estão a “fazer tudo” o que está ao alcance para “superar o desafio”, pois a segurança e o bem-estar dos colaboradores e clientes “é, e sempre será”, a prioridade.

Fonte: LPM

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária