segunda-feira, 11 outubro 2021 16:05

Makro apoia canal Horeca

Sensível “às novas necessidades” que o setor da hotelaria e restauração “começou a sentir com a pandemia”, a Makro intensificou as iniciativas de apoio com o início do desconfinamento, lançando o movimento “A vida não é para levar. É para comer aqui” e, desta forma, apoiar o canal Horeca.

“Lançámos este movimento de forma a mais uma vez, tomarmos a iniciativa e chamarmos a atenção de toda a sociedade para que, juntos, consigamos alavancar este setor e contribuir para a sua recuperação a nível nacional”, começou por referir o CEO da Makro Portugal, David Antunes, enquadrando o movimento “A vida não é para levar. É para comer aqui”, lançado pela insígnia. “Tendo em conta as grandes dificuldades pelas quais o setor passou e ainda se encontra a passar, pensámos em lançar, em conjunto com a VISA e a TVI, este movimento, que se alicerça num conjunto de ações que visam agregar todos os consumidores e pequenos estabelecimentos em torno de objetivos comuns, tais como: ajudar a recuperar o setor, promover o comércio local, partilhar histórias entre consumidores e estabelecimentos, com recurso a pessoas reais”, acrescentou acerca da iniciativa que visa “reaproximar consumidores, restaurantes e marcas e transformar e tornar tangível a recomendação em apoio”.

Os consumidores são convidados a “partilhar histórias, experiências e vivências relacionadas com os seus espaços de restauração preferidos’’, relatou o CEO da insígnia. “Esta é mais uma ação que marca um dos princípios da Makro, que se prende com o facto dos nossos clientes, especialmente os do setor Horeca, nos verem como um parceiro de confiança, e não apenas como um fornecedor”, vincou David Antunes, satisfeito com o ‘’excelente’’ feedback obtido.

Relembrou o CEO da insígnia que as manifestações de apoio ao setor vêm de longe: “Dê um descanso à cozinha foi, por exemplo, encetado no final de 2020. Uma campanha global [em quase todos os países do Grupo METRO, do qual a Makro Portugal faz parte] que incentivava a população a encomendar as suas refeições natalícias em negócios perto das suas casas. Este ano, ainda há bem pouco tempo, lançámos a campanha “Mais Rentabilidade”, através da qual, em conjunto com o chef Paulo Pinto e o gastroconsultor José Lino, criámos um catálogo exclusivo Makro – “Mais rentabilidade para o seu negócio” --, onde deixamos dicas de utilização, confeção e rentabilização de diversas proteínas, sendo possível encontrar os pratos mais confecionados em Portugal, bem como o respetivo foodcost, de forma a evitar o desperdício e a rentabilizar a utilização, preparação e confeção”, relatou o Chief Executive Officer.

Internamente, a Makro, “isoladamente ou em conjunto com outras entidades, como a AHRESP (Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal)” também desenvolveu estratégias. A “Wholesale 360º” foi uma delas. ‘’Alicerça-se em seis pilares fundamentais: produtos, consultoria (linha de apoio Horeca Consulting), equipamento, serviços, marketplace e digital”, especificou o executivo, enumerando o género de ação neste último ponto. “Além de já termos iniciado o suporte ao processo de digitalização dos nossos clientes através da plataforma Dish, lançámos o “Takeaway & Delivery Online Powered by Makro”, um serviço totalmente gratuito que visa facilitar a adaptação de negócios que pretendam implementar o processo de entregas, continuando a servir os seus clientes, de forma simples e rápida.”

Ainda no âmbito da digitalização, a Makro desenvolveu um catálogo em formato digital: “Torne o seu negócio em take-away” é um guia com informações úteis de “como comunicar online, com soluções e dicas da equipa digital”, finalizou David Antunes.

 

Fonte: Store

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária