sexta-feira, 10 dezembro 2021 12:46

Jerónimo Martins entra na "A List 2021" do CDP

A Jerónimo Martins é a única retalhista portuguesa na “A List 2021” do CDP – Disclosure Insight Action, tendo-lhe sido atribuída a dupla classificação A nos programas “Combate às alterações climáticas” e “Gestão da água enquanto recurso crítico”.

Face à avaliação do ano anterior, a Jerónimo Martins subiu a sua avaliação em “Combate às alterações climáticas”, em que estava classificado com A-, e em “Gestão da água enquanto recurso crítico”, onde estava classificado com B. Foi, por isso, integrada na “A List 2021” do CDP, organização sem fins lucrativos que incentiva empresas e cidades a medir e gerir oportunidades e riscos em matérias de ambiente e de alterações climáticas.

“Tomar a dianteira na transparência e na ação em defesa do ambiente é um dos passos mais importantes que as empresas podem dar, mais ainda no ano da COP26 e do Sexto Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC). (…) A nossa ‘A List’ premeia as empresas que se estão a preparar para se destacarem na economia do futuro, agindo hoje”, afirma o CEO do CDP, Paul Simpson.

No que diz respeito ao “Combate à desflorestação”, o grupo é, pelo terceiro ano consecutivo, o único retalhista alimentar no mundo com um nível de liderança A- nas commodities: óleo de palma, carne de bovino e soja, associadas ao risco de desflorestação. Já na madeira/papel, a pontuação é de B.

“Esta avaliação hoje tornada pública é uma distinção que atesta a consistência e a determinação da nossa estratégia de incorporar as preocupações com a sustentabilidade na forma como conduzimos os nossos negócios e de sermos rigorosos e transparentes na comunicação, nomeadamente com aqueles que escrutinam as nossas atividades”, diz o presidente e administrador-delegado do Grupo Jerónimo Martins, Pedro Soares dos Santos.  

O responsável defende que “o verdadeiro compromisso com a sustentabilidade implica compreender a inevitabilidade e as vantagens de se trabalhar também para o longo prazo, o que é algo que Jerónimo Martins, que celebra em 2022 os seus 230 anos, conhece muito bem”.

Fonte: Jerónimo Martins/CDP

Newsletter

captcha 

Estante

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária