terça-feira, 28 dezembro 2021 11:56

Retail Report: Consumidores serão mais exigentes em 2022

O comércio unificado será o principal protagonista, os consumidores serão mais exigentes e a ética e responsabilidade sobre o consumo vai importar mais. São estas as tendências que irão marcar o setor do retalho em 2022, identificadas pela Adyen, plataforma global de pagamentos, através do Retail Report de 2021.

Segundo o relatório, o comércio retalhista enfrentou um dos anos mais desafiantes da sua história, o que o forçou a mudar os hábitos de consumo num curto espaço de tempo. As mudanças no mercado, com a chegada de restrições mais flexíveis em 2021, impulsionaram o desenvolvimento de novas experiências e emoções diretamente ligadas ao processo de compra e ao consumidor final que continuarão a desenvolver-se ao longo do próximo ano.

Os retalhistas procuram revitalizar e expandir os limites do seu negócio, ao mesmo tempo que reduzem os custos. Para tal, descobriram que a experiência de pagamento e compra é essencial para assegurar a conversão nos seus negócios. Por sua vez, a pandemia privilegiou o omnicanal para os retalhistas. No entanto, é, de acordo com o documento, o comércio unificado que favorecerá uma gestão unificada para que as empresas não corram o risco de entregar experiências de compra que não satisfaçam as expetativas dos consumidores e, neste momento, quatro em cada dez empresas espanholas já investiram neste processo de mudança.

Outra conclusão é que o consumidor será mais exigente e adaptado à tecnologia, dando prioridade às vantagens tecnológicas e à conveniência do processo face ao preço. Os padrões de consumo forçaram, nos últimos dois anos, as empresas a acelerar os seus processos de digitalização e, como resultado, as lojas enfrentarão um sistema híbrido, onde o utilizador desejará experimentar e alargar a sua presença digital a ambientes físicos e onde a indústria mudará a forma como os retalhistas entendem as compras e as suas estratégias.

A tendência dos consumidores, descrita pelos perfis mais jovens do mercado, indica que a população irá substituir o dinheiro físico por cartões: 86% dos compradores entre os 18 e os 39 anos preferem usar cartões, ao passo que 27% dos inquiridos desta faixa etária já nem sequer usa cartões físicos para realizar as suas compras. Em vez disso, confiam num dispositivo móvel ou em e-wallets - como a Apple Pay ou o Google Pay. Por conseguinte, 2022 será um ano relevante para uma maior aceitação de várias opções de métodos de pagamento digitais.

Por fim, a ética e responsabilidade sobre o consumo são também uma tendência para o retalho do próximo ano, afirmando 42% dos inquiridos pela Adyen que a ética de um retalhista é o mais importante para eles, e 33% dizem que são mais suscetíveis de comprar a retalhistas com fornecedores ou cadeias de fornecimento éticas. Segundo a empresa, são os millennials e a geração Z que assumem a responsabilidade enquanto compradores para evitar a degradação ambiental. Valores como a responsabilidade e a diversidade serão cada vez mais importantes na escolha do local de compra em 2022.

Para concluir as previsões para o próximo ano, o Country Manager para Portugal e Espanha, Juan José Llorente, afirma que "a expansão do comércio unificado, a diversidade dos métodos de pagamento, a digitalização para melhorar a experiência de compra, bem como uma oferta ética e responsável, serão os principais protagonistas de 2022". "A situação atual é governada pela incerteza mas, graças a um melhor aliado, as empresas poderão estar preparadas para enfrentar qualquer contratempo que possa surgir ao longo de 2022, e a Adyen oferece uma tecnologia única com uma elevada capacidade de reagir às constantes mudanças dos consumidores", conclui.

Fonte: Canela PR

Newsletter

captcha 

Estante

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária