Entrevistas

28-05-2018

Liderar pelo exemplo. Para o economista britânico Chris Roebuck, esta não é uma frase feita, é uma assunção incontornável no sucesso das empresas. Diz mesmo que um líder capaz de inspirar as pessoas é um líder que gera receitas para a empresa: dá como exemplo o banco UBS, de que foi Global Head of Leardership, multiplicou os lucros graças a esse enfoque transformacional. E sublinha que o retalho enfrenta desafios específicos, pois colaboradores desmotivados potenciam consumidores insatisfeitos. Mensagens que partilhou no APED Retail Summit.

24-05-2018

Com mais de 25 anos de experiência em estratégia, consultoria e digital, o managing director da Deloitte Digital, Paul do Forno, foi orador no painel “Retail Habitat”, do primeiro dia do APED Retail Summit. Em entrevista à Store, sustenta que o e-commerce tem de ser integrado na estratégia global do retalho, não fazendo sentido separar o digital do físico. Mas, apesar do crescimento do comércio online, diz não acreditar que venha a suplantar o retalho físico.

17-05-2018

“Retail's journey into the future: Past, Present and The Coming Age” foi o tema que James Bellini, consultor com mais de 25 anos de experiência e conhecido como o “historiador do futuro”, levou ao APED Retail Summit. Em entrevista à Store, afirma que um dos desafios mais relevantes que o setor enfrenta é o da personalização total da experiência de compra, consequência da digitalização.

14-05-2018

Ernest Moniz, o lusodescendente que foi Secretário da Energia dos Estados Unidos entre 2013 e 2017, quando Barack Obama ocupava a Casa Branca, foi o convidado especial do APED Retail Summit, que decorreu a semana passada em Lisboa sob o mote “Sharing the future”. Atualmente CEO da Energy Futures Initiative, defendeu, em entrevista à Store, que a inovação é uma ferramenta necessária para acelerar o ritmo da caminhada para uma economia verde e, neste contexto, afirma mesmo que a Europa está em vantagem face ao resto do mundo.

02-04-2018

“O consumidor português adora inovações, tendências e modas novas”. Palavras da diretora de serviços de retalho da Nielsen, Ana Paula Barbosa, que vê nestes interesses oportunidades para os retalhistas portugueses. Uma oportunidade é também o comércio online, onde se regista uma apetência crescente de consumo.

21-12-2017

Os consumidores estão mais exigentes, atentos e cautelosos na forma como fazem compras. Informam-se melhor, não cedem a impulsos, aproveitam dias especiais de promoções, pesquisam na Internet e questionam vendedores. Tendências apontadas pelo diretor de Distribuição do Cetelem, Pedro Camarinha, que adianta que cada português vai gastar, em média, 252 euros em prendas, neste Natal.

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária