quinta-feira, 11 fevereiro 2016 15:43

“As empresas têm o dever de melhorar o contexto das comunidades onde se encontram”

Na ótica da Makro, melhorar o contexto das comunidades onde as empresas de retalho e distribuição se encontram é um dever. Palavras de Isabel Caeiro, responsável de Comunicação da insígnia em Portugal, que reitera que a responsabilidade social é um pilar estratégico não só da marca, como de todo o Grupo Metro. Um "esforço" que envolve tanto colaboradores, como clientes, e apoiou instituições como o Banco Alimentar Contra a Fome e a Fenacerci.


Store Magazine | A responsabilidade social deve ser um vetor estratégico das insígnias de retalho e distribuição? Porquê?
Isabel Caeiro | Acreditamos realmente na inclusão da responsabilidade social na estratégia das empresas, não só nas insígnias de retalho e distribuição, mas de todo o tecido empresarial no geral. A cidadania empresarial e social é algo que se constrói e acreditamos que a união entre empresas e comunidades é uma das chaves do bem-estar social. Não existe uma só forma de ajudar, sendo que cada empresa pode adaptar o seu papel à situação específica em que se encontra e às suas possibilidades internas. Mas importa que tenha este tipo de preocupações, já que um pequeno gesto para uma empresa, pode significar um enorme ato para quem beneficia do mesmo.


Store Magazine | Só em 2015, a Makro Portugal associou-se a pelo menos seis iniciativas de responsabilidade social. A que se deve essa aposta por parte da empresa?
IC |A responsabilidade social está no nosso ADN. Faz parte da forma como entendemos a nossa cidadania empresarial. Vemos este campo como parte integrante da nossa estratégia, uma vez que nos permite interagir de uma forma direta e mais próxima com as comunidades onde estamos inseridos e com a população global à escala nacional. Ambicionamos e projetamos um futuro mais solidário e reconhecemos o papel que empresas como a Makro podem e devem desenvolver em conjunto com a comunidade local. Ao reconhecermos diferentes tipos de carências que temos a capacidade de ajudar, naturalmente que aderimos ao desafio de lhes responder e de em conjunto procurar os melhores caminhos para, de alguma forma, ajudarmos e apoiarmos uma determinada situação ou instituição em específico. Quer a nível nacional como regional, o nosso foco no domínio da responsabilidade social é respondermos sempre com empenho e espírito de entreajuda, na medida do que nos é possível. Na Makro, acreditamos que as empresas têm o dever de melhorar o contexto das comunidades onde se encontram.


Store Magazine | E como está essa aposta em linha com os valores e estratégia da Makro? E do Grupo Metro?
IC | A dedicação à responsabilidade social não está apenas em linha com a estratégia do Grupo, mas é um dos pilares integrantes do mesmo. As iniciativas que dinamizamos neste âmbito asseguram o papel solidário que queremos desempenhar nas vidas daqueles que mais precisam. Grande parte das carências sentidas pelas entidades com quem desenvolvemos ações e a quem apoiamos são perfeitamente satisfeitas através de pequenos gestos que estão ao nosso alcance. A Makro Portugal, empresa do Grupo Metro, partilha dos mesmos valores, sendo através destes que se aproxima de um futuro mais consciente, em que as empresas contribuem para o bom funcionamento e desenvolvimento da sociedade.


Store Magazine | A própria escolha das iniciativas a apoiar e das ações realizadas está de acordo com a identidade da Makro? Como é feita essa "triagem"?
IC | Sendo o nosso foco a melhoria da qualidade de vida daqueles que nos rodeiam, é necessário abranger várias vertentes de forma a colmatar as mais diversas necessidades. Desta forma, é nosso objetivo apoiar iniciativas de diferentes naturezas que se possam enquadrar no espírito e vivências da comunidade local e que tenham um impacto real na vida daqueles que beneficiam das mesmas. Procuramos apoiar associações com valores com os quais nos identificamos, que demonstrem uma preocupação genuína e que façam chegar o nosso contributo àqueles que mais precisam. Para além de um alcance global a nível nacional, temos sempre muito em mente a necessidade de apoiar também as comunidades regionais, especialmente dentro da área de influência das localidades onde as lojas Makro se encontram inseridas. Tentamos ser o mais "justos" possíveis na seleção que fazemos e contamos sempre com os inputs das nossas direções locais.


Store Magazine | Relativamente a ações como, por exemplo, a doação de 77 mil euros em brinquedos à Fenacerci, esse "esforço" parte todo da Makro? Ou os próprios clientes também contribuem?
IC | Na Makro chegamos a quem precisa de apoio muitas vezes graças ao empenho dos nossos colaboradores e também dos nossos clientes, que habitualmente aderem às iniciativas propostas com uma grande vontade e determinação. Procuramos que as iniciativas de responsabilidade social realizadas com o apoio da Makro tenham também um papel de consciencialização, servindo de exemplo para aqueles que nos observam e se encontram perto de nós. Desta forma, é frequente que sejam apresentadas formas de contribuição para todos aqueles que se quiserem juntar às causas apoiadas pela Makro. Neste domínio a empresa desenvolve ações que realiza em conjunto com uma determinada instituição ou associação, e nestes casos, pedimos a colaboração dos nossos clientes e/ou colaboradores. Desenvolvemos também ações que realizamos a nível interno, isto é, que envolvem os próprios colaboradores na doação e participação diretas na ação; e desenvolvemos ainda ações de âmbito nacional, que envolvem o contributo da própria empresa como um todo, sem a necessidade de envolvermos os nossos clientes ou diretamente os nossos colaboradores. No caso da doação de brinquedos à Fenacerci foi um esforço que realizámos, pois entendemos que a nível local era importante contribuir de alguma forma para um Natal mais generoso das crianças que se encontram a cargo da instituição. Tínhamos esta disponibilidade de doação e sobretudo a vontade de fazer algo neste domínio. Escolhemos a Fenacerci, pela sua vasta representação a nível nacional, uma vez que conta com 53 unidades espalhadas de Norte a Sul do país. A extensão da Fenacerci por todo o território nacional permitiu que um maior número de crianças que sofrem de condicionantes intelectuais tivessem acesso a brinquedos novos como presente. Com esta ação, era isso que pretendíamos, dar um Natal mais "iluminado" ao maior número de crianças possível e que muito orgulho trouxe a todos os colaboradores. Neste caso específico contámos com o apoio extraordinário dos Transportes Florêncio e Silva (TFS), que levaram os brinquedos ao seu destino.


Store Magazine | Qual o feedback dos clientes e colaboradores relativamente às ações desenvolvidas? O interesse tem aumentado?
IC | Faz parte do nosso plano anual de comunicação este tipo de iniciativas por parte da Makro. Este espírito solidário pertence à génese da nossa organização e "contagia-se" pelos nossos clientes, colaboradores e até pelas suas famílias, que têm participado cada vez mais nas iniciativas que promovemos. Exemplo disso foram as dezenas de participações no concurso de Postais de Natal Solidários que promovemos a nível interno para os filhos dos colaboradores da Makro, que permitiram este ano, uma doação à instituição CrescerSer.


Store Magazine | Que investimento foi feito pela Makro em iniciativas de responsabilidade social no último ano? E que resultados obtiveram?
IC | Com a ajuda de clientes e colaboradores temos conseguido desenvolver ações que de alguma forma, têm feito a diferença nas instituições com quem temos colaborado. É nesse sentido que queremos continuar a trabalhar. Com a ajuda de todos, tudo é mais fácil. Na Makro tentamos, em cada ação encontrar a melhor forma de apoio, para que em cada momento consigamos responder de alguma forma ao que nos é solicitado. Quando falamos em responsabilidade social falamos de entreajuda, de apoio de compreensão e dedicação. É um esforço reconhecido a nível interno e a nível externo. É nesse caminho que queremos continuar e é também para isso que trabalhamos todos os dias. Na ajuda não se medem esforços e o investimento de contribuir para uma causa não tem preço. Muitas vezes o maior retorno são os sorrisos das crianças ou o de proporcionar um maior bem-estar.


Store Magazine | E para 2016? Já foram planeadas novas iniciativas e/ou reedições das ações realizadas em 2015?
IC | Para além do apoio a iniciativas regionais, mantemos todas as nossas iniciativas comuns referidas e planeadas ao longo do ano, tal como todas as lojas Makro colaboram permanentemente com o Banco Alimentar Contra a Fome, através das recolhas periódicas e da campanha "Papel por Alimentos" do Banco Alimentar. Esta campanha tem como objetivo angariar papel (jornais, revistas, folhetos, etc.) para ser convertido em produtos alimentares. A campanha integra-se num ideal mais vasto de consciencialização para a importância do papel de cada pessoa na sociedade e para a possibilidade de recuperar e reutilizar objetos que parecem, à partida, não ter valor. Há vários anos que a Makro desenvolve uma campanha interna, com uma enorme aderência por parte dos colaboradores, de nome "Os cêntimos que restam". Esta materializa-se na doação mensal dos últimos cêntimos (até 0,99€) dos seus ordenados para uma causa maior, escolhida anualmente. Atendendo à importância de celebrar datas festivas, realizamos anualmente uma campanha natalícia que tem como objetivo angariar brinquedos para as crianças de várias instituições de solidariedade social do país. Sob o lema "Há algo mais importante que o sorriso de uma criança?", a campanha é promovida pela Makro junto de colaboradores e clientes. Também de forma continuada, a Makro mantem a sua ligação com o GRACE (Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial), que tem como missão refletir, promover e desenvolver a responsabilidade social corporativa em Portugal. Existem ainda ações que apoiamos através da doação de alimentos e onde, através do nosso sortido alimentar, conseguimos encontrar formas alternativas de apoio. Iremos desenvolver mais algumas ações este ano que estamos a analisar.


rs@briefing.pt 

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária