segunda-feira, 20 maio 2013 16:15

Inovação é fonte de crescimento da Bel Portugal

Inovação é fonte de crescimento da Bel PortugalA inovação é um dos pilares da estratégia das marcas da Bel em Portugal, uma marca que investe na produção nacional porque sabe que, no atual contexto, os consumidores preferem as marcas nacionais. Em entrevista à Store, a diretora-geral da empresa, Ana Cláudia Sá, da ainda conta da intenção de internacionalizar a marca Limiano.

 

Store | Desde a aquisição da Lacto Ibérica, em 2004, qual tem sido a estratégia da Bel no mercado português?
Ana Cláudia Sá |A estratégia da BEL passa pela presença forte e investimento nas nossas marcas estratégicas - Limiano, Terra Nostra, A Vaca que ri – garantindo qualidade, imprimindo confiança e respondendo eficazmente aos consumidores, criando valor nos mercados. E pelo investimento na produção nacional e nas equipas – acreditamos que pessoas comprometidas e motivadas para a missão da companhia são um pilar estratégico na nossa visão de sustentabilidade no longo prazo.
No atual contexto económico em que vivemos, as marcas têm que se reinventar para comunicar aos seus consumidores o que as torna diferentes e relevantes, justificando e valorizando as escolhas do consumidor. Exemplo disso são as nossas marcas estratégicas que lideram os segmentos em que estão presentes, além de nos assegurarem a 1ª e 2ª posição do mercado total de queijo – Limiano e Terra Nostra.
A Inovação como fonte de crescimento é uma das nossas opções claras para as marcas, a par de estratégias de comunicação que potenciam a diferenciação e reconhecimento das marcas por parte dos consumidores. A Inovação passa pela antecipação de conceitos novos, mas também pela constante adaptação ao mercado. Por exemplo, a procura crescente de produtos mais saudáveis, nomeadamente com redução de gordura, onde uma vez mais as nossas marcas Limiano e Terra Nostra foram impulsionadoras com o lançamento de novos produtos, marcando igualmente a liderança.
Existem outras estratégias impulsionadas pelas tendências do consumo, nomeadamente de "prazer" (procura de produtos de maior valor acrescentado) a que procuramos responder. Terra Nostra lançou o queijo Terra Nostra Gourmet e a marca Limiano, o Queijo Amanteigado de Vaca e Ovelha (normal e light), todos com muito boa aceitação no mercado.
Por outro lado, para dar resposta a um consumidor cada vez mais atendo e que procura saber mais, desenvolvemos um projeto de nutrição infantil intitulado "Sabe bem crescer" que tem como missão divulgar junto dos pais alternativas e soluções para lanches nutritivos, práticos e divertidos (que as crianças gostam), sob a alçada das nossas marcas A Vaca que Ri e Mini Babybel.

Store | Como se posiciona nos canais de distribuição?
ACS | As nossas marcas estão presentes em todos os clientes grossistas e retalhistas a nível nacional, porque são marcas procuradas pelos consumidores, e porque temos uma estratégia de parceria com todos os nossos clientes. Procuramos adaptar-nos à estratégia de cada cliente em termos de portefólio e abordagem de mercado. A excelência na implementação no ponto de venda é a nossa missão diária.
Queremos estar presentes com o portefólio, propostas de valor e estratégia promocional adequadas às necessidades dos nossos consumidores e clientes.


Store | Disse que a inovação é uma das apostas claras da Bel. Em que medida?
ACS | A inovação é um dos pilares da estratégia das marcas da BEL em Portugal.
As marcas têm de inovar e isso passa por se reinventarem através do enriquecimento contínuo da sua proposta de valor. A inovação é uma das ferramentas mais poderosas. Por isso desenvolvemos inovação em todas as nossas marcas: Limiano Amanteigado de vaca e ovelha light, Terra Nostra fatias ideal para tostas, Terra Nostra barra Light e gourmet (respondendo a uma crescente procura nas áreas de atendimento dos nossos clientes), Pik&Croc embalagem unitária, entre outros. Esta é uma área-chave da empresa onde vamos continuar a investir fortemente.
Por outro lado, a comunicação é crucial para entregar essa mesma proposta de valor ao consumidor, por isso trabalhamos cuidadosamente a nossa publicidade, mas também a comunicação online (onde temos uma comunidade alargada de consumidores-embaixadores) e visibilidade no ponto de venda.


Store |Tendo em conta que a Bel produz e comercializa marcas nacionais, mas também marcas internacionais, qual a abordagem para cada segmento?
ACS | No atual contexto em que vivemos, sabemos que tendencialmente os consumidores preferem as marcas nacionais, o que é mais um argumento a favor das nossas marcas, que têm três unidades industriais em Portugal, defendendo 600 postos de trabalho diretos e muitos mais indiretos, nomeadamente na área de produção de leite. A marca Terra Nostra é produzida nos Açores, contanto com duas unidades fabris e Limiano é produzido no Norte, em Vale de Cambra.
As marcas internacionais da Bel têm propostas de valor altamente diferenciadoras; alguns conceitos são claramente vencedores e já têm uma penetração de mercado elevada – a Vaca que ri, por exemplo. Noutros estamos ainda a dar os primeiros passos na sua implementação, como Leerdammer (que lançámos em janeiro) ou Boursin (que é uma marca premium em que estamos também a investir para conquistar mercado).
Limiano é a marca de referência em Portugal, que alia tradição à contemporaneidade. É a marca que "recordo de casa dos meus pais e me transporta para as recordações de infância em família, mas que ao mesmo tempo me oferece soluções inovadoras e adequadas à minha família". Este é o queijo que faz parte da família. Uma obra de mestre, de sabor suave e textura amanteigada, para desfrutar em família todos os dias. Foi distinguida recentemente com o Prémio Eficácia e nomeada Superbrand.
Terra Nostra é a marca nº 1 em volume e penetração nos lares (45%). Faz parte da vida de metade dos lares portugueses, como uma escolha de confiança.
Esta marca de origem Açoriana, tem como principais benefícios o sabor e riqueza nutricional.
O queijo Terra Nostra é produzido com "leite de vacas felizes": alimentam-se do fresco prado Açoriano e respiram o ar puro da ilha, ao ritmo da natureza. Cada fatia de queijo Terra Nostra é produzida a partir de 200ml deste leite. Por tudo isto, tem um conjunto de benefícios únicos de sabor e riqueza nutricional.
Mas, por outro lado, contamos com a comercialização de grandes marcas internacionais que são líderes a nível internacional e até no mercado nacional. Exemplo disso é A Vaca que ri.
É uma marca destinada a crianças (mas que os adultos também gostam!), associada a valores de nutrição e partilha, captando o interesse das crianças pela sua boa disposição e o interesse das mães, pela 'praticidade' para os lanches das crianças e riqueza do produto.
Mini Babybel é um produto dirigido às crianças, e que passa uma imagem de diversão (forma de abrir, de comer, o brincar com a cera vermelha...), sendo igualmente um produto rico nutricionalmente.
Leerdammer é a mais recente novidade no nosso mercado. Trata-se da 11ª marca a nível mundial e é reconhecida pelo forte espírito inovador e pela originalidade. Os seus "buracos" são imagem de marca do produto.
Outra novidade deste ano é o fato de passarmos a ser responsáveis pela distribuição da marca Boursin. Este é o queijo Fresco Gourmet desenvolvido a pensar no prazer dos sentidos. È uma marca premium para pequenas e grandes ocasiões especiais.

Store | Há exportação das marcas nacionais ou são apenas para consumo interno?
ACS | O crescimento das nossas marcas noutras geografias é um projeto em desenvolvimento na Bel Portugal. Temos o sonho de tornar a marca Limiano uma marca universal.
Nesta fase, estamos a estruturar o projeto e a explorar alguns mercados, nomeadamente nos países de língua portuguesa e nos mercados da "saudade". As exportações valem 2% da marca Limiano, o que é significativo, tendo em consideração que é uma marca "gigante" em Portugal.
Estamos ainda a avaliar outros cenários, como seja o mercado angolano.

Fonte: Store Magazine

Newsletter

captcha 

Estante

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária