quinta-feira, 09 janeiro 2020 16:37

A visão de António Saraiva para a economia nacional na capa da Store

O presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva, é o entrevistado que faz a capa da última edição da Store. Reeleito para mais um mandato, partilha a sua visão da economia nacional, com um olhar crítico sobre as políticas assentes nos rendimentos. “O crescimento económico faz-se com realidades, não com desejos políticos apenas” é a mensagem que deixa.

 

Em entrevista, advoga a necessidade de um acordo de competitividade e rendimentos e é essa a proposta que leva à Concertação Social. É que – argumenta – os fatores de competitividade são os motores do crescimento económico.

Em destaque ainda nesta edição o evento que a APED promoveu para apresentar a visão estratégica para os próximos quatro anos: uma visão em que, de acordo com a presidente da direção, Isabel Barros, as “Pessoas” são fulcrais. Neste âmbito, foi defendida a necessidade de continuar a investir na qualificação, mas também de derrubar os mitos que subsistem sobre as condições de trabalho no setor.

A chamada economia de futuro é um dos pilares da associação e é precisamente neste contexto que a Store olha para a estratégia dos retalhistas em matéria de e-commerce, com foco no segmento alimentar. Continente, Intermarché e Pingo Doce partilham os passos que têm dado neste caminho.

E porque a tecnologia está a enformar o retalho, fazemos uma incursão no novo formato do Pingo Doce, o Lab Store, inaugurado no campus de Carcavelos da Nova SBE. A diretora-geral da insígnia, Isabel Ferreira Pinto, apresenta os contornos deste projeto. Ao mesmo tempo, mostramos algumas iniciativas semelhantes em curso noutros mercados.

A sustentabilidade é outro dos pilares da estratégia da APED e uma realidade a que o setor está atento. Nesta edição, enquadramos o que tem sido feito em matéria de combate ao desperdício alimentar, com destaque para as recomendações do EuroCommerce.

É também a sustentabilidade, mas ambiental, que está em causa na recente decisão de incluir os espaços saúde e as parafarmácias na rede da VALORMED, de recolha de medicamentos e respetivas embalagens. Uma reivindicação antiga que foi atendida e cujos contornos apresentamos.

O negócio propriamente dito não fica de fora desta edição, em que se dá a conhecer a dinâmica do setor de mobiliário e decoração. Ikea, Moviflor, Kinda Home e Home Story mostram o que andam a fazer no mercado português.

Há ainda lugar para opinião: do consultor jurídico da APED Diogo Galhoz, sobre a chamada lei dos saldos e promoções; do fundador da consultora Sfori, Nuno Leite, acerca dos desafios da digitalização; e da presidente da consultora Atrevia, Ana Margarida Ximenes, em torno da lei do lobby.

Fonte: Store

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária