quinta, 12 outubro 2017 16:37

Cimeira de Retalho Sustentável defende necessidade de ação coletiva

A necessidade de medição, de aumento do ritmo das empresas e de ação coletiva emergiram como tendências essenciais na segunda edição da Cimeira de Retalho Sustentável do Fórum de Bens de Consumo. O evento reuniu em Montreal (Canadá), nos dias 2 e 3 de outubro, mais de 230 líderes de 26 países, para discutir o papel dos negócios nos desafios atuais mais urgentes.

 

Os intervenientes no evento concluíram que as empresas necessitam de medir: seja avaliando com precisão a perda e o desperdício de alimentos, rastreando as cadeias de abastecimento para potenciais casos de trabalho forçado ou medindo o aumento das vendas em cestas mais saudáveis, os dados são essenciais para uma mudança positiva. Consideram que o “o progresso está a ser feito e as conquistas são muitas”, mas entendem que ainda é cedo e é preciso fazer mais. “Os processos de implementação necessitam de acelerar e mais empresas precisam de intensificar o ritmo”, afirmam.

Comentam que estes problemas são muito grandes para qualquer empresa, indústria ou governo enfrentar e que a ação coletiva é uma obrigação nas três áreas. “As empresas precisam de trabalhar umas com as outras, bem como com os governos e outros atores”, dizem.

A próxima Cimeira de Retalho Sustentável será em Lisboa, em outubro de 2018.

Fonte: The Consumer Goods Forum

Estante

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária