quinta-feira, 09 abril 2020 13:44

Expetativas económicas descem em março na Europa

As expetativas económicas e a disposição para adquirir algum produto/serviço foram perdendo a força, na Europa, durante o mês de março. De acordo com os dados da empresa de estudos de mercado GfK Portugal, o novo coronavírus gerou uma quebra de 20 pontos nas expetativas económicas do continente, e de 17 pontos nas do País, em comparação com o mês de fevereiro.

As maiores quedas foram registadas em Itália (-43 pontos) e em França (-29 pontos). Todavia, as expetativas económicas em alguns países do Leste, como a Polónia, a Eslováquia ou a Hungria, tiveram um desempenho satisfatório entre os vários indicadores. “Esta performance positiva pode ser justificada pelos números mais baixos de impacto da doença nestes países”, refere a Gfk.

“Uma perspetiva económica em colapso também está a levar a uma diminuição significativa nas expetativas salariais”, afirma. O indicador geral para a Europa cai 9 pontos, atingindo mais cinco pontos em março, quando comparado com o mês anterior. As maiores perdas são registadas na Grécia (-22 pontos) e na Itália (-18 pontos). No caso de Portugal, as expetativas salariais desceram 9 pontos, em relação ao esperado em fevereiro.

Esta análise da GfK decorreu apenas nas primeiras duas semanas de março. Isto significa que, na altura em que a maioria dos países responderam ao inquérito, ainda não estavam implementadas as medidas de contenção e/ou confinamento social para mitigar a pandemia provocada pela Covid-19, “pelo que é expectável uma queda ainda mais abruta no clima de consumo na Europa no próximo mês”.

Fonte: LPM Comunicação

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária