Imprimir esta página
terça-feira, 05 abril 2022 14:13

Retalhistas sofrem pressão nas margens

A pressão sobre as margens vai aumentar nos próximos anos para os retalhistas de supermercados, havendo a necessidade de responder às exigências dos consumidores, à pressão crescente sobre os preços e ao aumento da complexidade do multicanal. A conclusão é do “The State of Grocery Retail 2022”, lançado pela McKinsey & Company e pelo EuroCommerce.

O relatório “The State of Grocery Retail 2022” analisa, de forma abrangente, as principais tendências que moldarão o setor dos supermercados nos próximos anos, depois de ter realizado entrevistas exclusivas a 60 CEO de supermercados europeus e uma pesquisa com mais de 12.000 consumidores em nove países europeus.

O Global Head of Grocery Retail da McKinsey, Daniel Läubli, justifica que a pressão da inflação, a sensibilidade dos preços e o aumento da concorrência estão prestes a “reverter muitas das tendências positivas” que os retalhistas experienciaram. “Por outro lado, essas mudanças também oferecem oportunidades para retalhistas de supermercados, que tomam iniciativas ousadas e continuam a investir numa grande oferta de marca própria, online, produtos saudáveis ​​e sustentáveis, e pessoas”, acrescenta.

Por seu lado, a diretora-geral do EuroCommerce, Christel Delberghe, defende que os retalhistas estão a enfrentar novos desafios decorrentes do aumento da concorrência e dos custos crescentes em muitas partes de seus negócios. “Os retalhistas precisarão de encontrar os recursos para investir e permanecer competitivos na transformação digital, sustentabilidade e habilidades dos seus modelos de negócio”, diz.

Fonte: EuroCommerce