×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 809

segunda-feira, 10 outubro 2016 15:47

Portugueses mais conscientes do impacto ambiental do consumo

Enquanto sociedade, 53,4% dos portugueses concordam e 31% concordam totalmente que é necessário reduzir os níveis de consumo para melhorar o ambiente (+5% que em 2015). Os números são do Observatório do Consumo Consciente 2016, elaborado pelo Fórum do Consumo, em parceria com a GfK.

Apesar deste aumento, os estilos de consumo ainda não incorporaram as preocupações ambientais; os comportamentos de poupança de energia e de recursos, bem como de reciclagem mantêm-se inalterados face a 2015; o uso de automóvel aumentou, apesar de mais portugueses optarem por boleias e pequenos trajetos a pé/bicicleta; e a participação cívica (organizações não governamentais e petições) é ainda muito baixa.

De referir também que apenas 20,3% concorda e 3,7% concorda totalmente em pagar mais ou pagar uma taxa por um produto com menos impacto ambiental. No que toca à poupança de energia, há um maior cuidado em casa do que no trabalho.

Relativamente aos produtos consumidos, 10% dos portugueses compraram detergentes poluentes algumas vezes, 5,2% muitas vezes e 2,3% sempre. Apesar disso, no âmbito da comida biológica ou produzida em Portugal verificou-se um aumento de 10,3% junto dos consumidores que compram muitas vezes ou sempre.

A preocupação ambiental dos portugueses em 2016 mantém-se em linha com os níveis internacionais (Greendex, 2014), mas superior à de outros países europeus (como por exemplo França, Alemanha e Reino Unido).

O Observatório do Consumo Consciente reuniu dados e opiniões de 1.255 indivíduos.

Fonte: Lewis 

Newsletter

captcha 

Estante

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária