quarta, 10 janeiro 2018 15:33

Sociedade Ponto Verde quer proibir plásticos oxo-degradáveis

A Sociedade Ponto Verde juntou-se à iniciativa "New Plastics Economy", que propõe a proibição de embalagens plásticas oxo-degradáveis em todo o mundo. O movimento, promovido pela Fundação Ellen MacArthur, conta já com mais de 150 instituições.

 

"Muitas vezes comercializadas enquanto soluções biodegradáveis que se transformam em resíduos inofensivos para o ambiente, as embalagens oxo-degradáveis fragmentam-se em pedaços muito pequenos, que contribuem para a poluição micro-plástica, que coloca em risco a fauna dos oceanos e de outros ecossistemas", explica a Sociedade Ponto Verde em comunicado, reforçando que "o risco ambiental é preocupante".

Globalmente, mas sobretudo na Europa, empresas e governos começam a tomar medidas para restringir o uso destas embalagens. Por exemplo, a Tesco já impediu o seu uso nos seus sacos e em França a utilização também é proibida desde 2015.

À iniciativa "New Plastics Economy" juntaram-se associações e empresas como a M&S, a Pepsi Co, a Unilever, a Veolia e a British Plastics.

Fonte: GCI

Newsletter

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária