terça-feira, 19 novembro 2019 16:51

Mercadona apresenta as prioridades na segurança alimentar

A Mercadona, através do Comité Científico, anunciou que pretende avançar em áreas como redução de plásticos, gestão de resíduos ou produtos saudáveis, garantindo também dar “máxima atenção” aos cosméticos.

 

O Comité Científico Consultivo da Mercadona visa garantir a segurança alimentar nos produtos da empresa de supermercados, desde a vigilância dos produtos cosméticos à escolha de carnes, peixe, frutas e legumes.

O objetivo principal da Mercadona é, segundo a insígnia, antecipar problemas, afirmando, neste sentido, que “a consultoria externa independente, científica, transparente e reconhecida a nível internacional fornece à empresa um suporte técnico inestimável para garantir a qualidade e a segurança alimentar dos seus produtos”.

Composto por seis investigadores dos campos da nutrição, biotecnologia, saúde de plantas e animais, microbiologia, toxicologia e cosméticos, este comité presta consultoria externa, científica e independente e colabora com todas as secções para a garantir a segurança alimentar.

A fraude devido a misturas impróprias de componentes é outra das prioridades da investigação destes especialistas, que apostam na análise dos componentes e amostras de um produto de origem vegetal e animal.

A segurança alimentar e a qualidade dos produtos está também em destaque, e as preocupações, nestas áreas, passam ainda pela etiquetagem. Para isso, o comité tem colaborado com o Departamento de Prescrição da Mercadona para “garantir que o chefe acede a informação clara e visível”. 

Já na área de cosméticos, a toxicóloga María Pilar Vinardell destaca a aposta da Mercadona na formação dos colaboradores desta secção e “na redução de microplásticos e a eliminação de parabenos na formulação dos seus produtos de perfumaria".

Fonte: LLYC

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária