Imprimir esta página
segunda-feira, 21 março 2022 13:51

Gonçalo Lobo Xavier: Reforçar o papel no retalho na economia

O diretor-geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição, Gonçalo Lobo Xavier, reflete sobre o mandado do novo presidente do EuroCommerce, Juan Manuel Morales, de que a APED foi uma das entidades proponentes, defendendo que tem capacidades e qualidades para desenvolver ações e propor soluções inovadoras e que reforcem o papel do sector na economia e na sociedade europeia.

O novo presidente do EuroCommerce, Juan Manuel Morales, assume o cargo numa altura decisiva para o futuro da União Europeia. Com a ambição de liderar um novo modelo económico baseado no uso de energias renováveis e na descarbonização, a União lançou o Pacto Ecológico Europeu que se tornou ainda mais atual com as alterações provocadas pela pandemia da Covid-19. As metas colocadas no Pacto são um desafio e uma responsabilidade para Estados, empresas e consumidores.

Ao representar um total de 5,4 milhões de empresas, das quais 3,6 milhões são do Retalho, o EuroCommerce é um protagonista incontornável das mudanças que terão lugar nos próximos anos e décadas. Juan Manuel Morales, candidato proposto pelas associações espanholas ASEDAS, ANGED e ACES e pela APED em representação de Portugal e que foi eleito por unanimidade, tem capacidades e qualidades para desenvolver ações e propor soluções inovadoras e que reforcem o papel do sector na economia e na sociedade europeia.

A inovação sempre foi central nas atividades do Retalho Alimentar e do Retalho Especializado e é essa característica que tem permitido ao sector sair mais forte das crises e das respetivas disrupções. O mercado único, a regulação, a sustentabilidade, os investimentos na área da automatização e na combinação dos canais online e offline e as transições verde, digital e energética são dossiês que colocarão o EuroCommerce e o seu board, que agora a APED integra, no centro dos debates sobre esta matéria que estão a ocorrer em toda a Europa.

Na entrevista à Store, Juan Manuel Morales salientou o desafio duplo que o sector tem pela frente, o da transformação digital e ecológica. Sendo atores privilegiados nas comunidades onde se inserem, desde a criação de emprego à contribuição para a riqueza criada em cada região e país, as empresas do Retalho precisam de ter condições para que aquelas transformações, com custos sociais e económicos significativos, não deixem ninguém para trás. Um sinal disso é também o alargamento do board a mais empresas, particularmente do retalho espacializado para se obter uma visão ainda mais ampla do setor.

Em tempos de pandemia, o Retalho tem assegurado os abastecimentos necessários para que a vida das Pessoas seja o mais normal possível. A missão – plenamente concretizada em Portugal – foi alimentar a Europa e nunca será de demais realçar o papel dos trabalhadores do sector. Aliado das pessoas e das comunidades, elo vital entre os fornecedores e os consumidores, mobilizador da cadeia de valor, impulsionador de tendências e de inovação, o Retalho, através do EuroCommerce e do seu novo presidente, vai reforçar o seu papel dinamizador na economia e na sociedade.

Fonte: Store