quinta-feira, 18 fevereiro 2016 10:39

Mercado de produtos tecnológicos termina o ano no vermelho

O mercado português de Bens de Consumo Tecnológicos (TCG) representou 730 milhões de euros no 4.º trimestre de 2015, um montante a que corresponde uma quebra de 5 por cento face ao período homólogo do ano anterior, mostram os resultados do estudo GfK TEMAX Portugal.

Os aparelhos domésticos evidenciaram-se como o setor mais positivo, tal como as telecomunicações (TC), que registaram um crescimento marginal, enquanto os outros setores reforçaram ou mantiveram tendências negativas em contraste com os dois primeiros trimestres do ano em análise.

O mercado da Eletrónica de Consumo apresentou-se muito estável face ao período homólogo, registando um decréscimo de 6,7 por cento. Já o ano de 2015 terminou com uma tendência negativa de 10 por cento em valor. As Docking Mini Speakers apresentaram, no entanto, um crescimento de aproximadamente 26 por cento face ao anterior ano.

Já o setor dos Grandes Eletrodomésticos cresceu 7 por cento, superando a média do ano, evidenciando o melhor desempenho no índice TEMAX para 2015, enquanto os Pequenos Eletrodomésticos revelaram melhor desempenho, mas com tendência de estagnação.

No que se refere às Tecnologias de Informação, apesar do 4.º trimestre de 2015 ter ficado um pouco acima do trimestre anterior, o setor caiu 17 por cento face ao período homólogo. O ano passado encerrou com uma descida de 13 por cento em valor neste setor, sendo que os media tablets registaram a descida mais significativa.

O setor das Telecomunicações evidenciou, por seu turno, um crescimento negativo de 9 por cento em valor no último trimestre do ano relativamente ao período homólogo. Com um total de 737 milhões de euros, este mercado cresceu 2 por cento em valor em 2015. Os smartphones foram, mais uma vez, o equipamento na área das telecomunicações que apresentou taxas de crescimento mais fortes.

Quanto ao Office Equipment, verificou-se um aumento de 3,3 por cento no último trimestre de 2014 face ao período homólogo, terminando o ano com uma tendência positiva de 3,9 por cento. Este setor continua a ser dominado pelos tinteiros e tonners.

O mercado de fotografia continuou a apresentar quebras (-14 por cento no último trimestre de 2015 face ao período homólogo de 2014). Porém, apesar de 2015 ter terminado com uma descida de 20 por cento, o preço médio evidencia um crescimento de 26 por cento impulsionado pelas câmaras compactas com e sem lente fixa de sensores de maior dimensão.

Fonte: LPM

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária